Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \28\UTC 2011

Hoje  o programa “Mais São Paulo”  da Rádio  CBN  do Jornalista  Gilberto Dimenstein, que falou direito da Universidade de Havard abordou o Projeto Campus Aberto. O jornalista discorreu sobre a importância para as cidades a prática do compartilhamento do carro, amanhã ele falará sobre o compartilhamento de táxi, depois metrô, ônibus, trem, caminhada, bicicleta… A idéia é proporcionar o máximo de informações para que as pessoas possam integrar meios  alternativos mais sustentáveis nos seus deslocamentos.

O Campus Aberto é  de um Portal de compartilhamento de transportes. A idéia principal é transformar “motoristas” em cidadãos multi-modais…  “Desaprender” a andar só com um modal  e aprender a andar de meios de transportes alternativos mais sustentáveis. 80% das pessoas que andam de carro só andam de carro ( não sabem andar de transporte público),  cerca de 50% das que utilizam transporte público não sabem combinar meios de transportes sustentáveis, as outras 50% que já  são “ multi-modais” precisam agora incorporar a bicicleta, carsharing, compartilhamento de táxi, carros etc…  A concentração modal é que é perigoso para as cidades, ou seja, um número muito grande de pessoas que utilizam apenas um modo de transporte, como  só o ônibus, só  a bicicleta, só carro etc. É preciso combinar os modais  para o transporte público ganhar eficiência e diminuir o trânsito e congestionmentos na cidade.

Em vez de falar de problemas no setor de transportes, vamos falar de soluções para nossa cidade, é essa nossa proposta.

segue link para escutar pela Internet:  Mais São Paulo – Rádio CBN – Gilberto Dimenstein

Além deste projeto, estamos desenvolvendo um outro programa para bairros  e  centros mais densos de pólos geradores de tráfego que irão revolucionar a forma como as pessoas se deslocam na cidade de São Paulo.

 

 

Read Full Post »

De acordo com o Ministério da Educação, ingressam  todos os anos  nas universidades paulistanas cerca de 500 mil universitários  e o número de matriculados já passam de 1 milhão, dos quais muitos fazem parte dos mais de 60 milhões de deslocamentos diários da cidade de São Paulo. Ainda em formação, grande parte deste público seria  influenciada para uma mobilidade mais sustentável nas cidades e estaria mais preparada para viver em cidades mais densas e congestionadas do futuro. É o que pensa a bióloga Penélope Valente, do Instituto Mobilidade Verde (IMV), “Os jovens de hoje têm maior facilidade em lidar com as questões de meio ambiente urbano e o projeto Campus Aberto e um bom exercício de Mobilidade Urbana Sustentável”, enfatiza.

Com o apoio do Catraca Livre, Secretaria do Verde e Meio Ambiente e CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), o IMV lança nesta, segunda-feira, um projeto ambicioso e importante para melhorar a mobilidade de universitários da Cidade de São Paulo. Trata-se de um projeto piloto que será expandido futuramente para a população. O site reúne uma série de ferramentas que permitam com que os universitários possam compartilhar uma carona, rotas de bicicletas e até táxi. A idéia dos organizadores do projeto é facilitar a vida das pessoas, oferecendo-as formas mais baratas e alternativas ao uso de deslocamentos individuais motorizados. Outras ferramentas já estão em estudo pelo IMV, como integração com o Metrô e com sistemas de ônibus e trens da cidade. Com todas estas formas de deslocamentos integradas virtualmente, os usuários do sistema poderão planejar melhor suas rotas na cidade, de forma mais sustentável, econômica e social, através do compartilhamento dos carros particulares e do táxi. O Projeto será ampliado para outras cidades através da parceria com a Capsula, empresa de TI de Recife, a qual fará a expansão do programa Campus Aberto para todo Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Para participar basta estar matriculado numa das universidades cadastradas no sistema, fazer o cadastro e solicitar ou oferecer uma carona, encontrar usuários para irem de bicicleta na universidade ou formar um grupo para dividir um táxi.

Leia mais em:  Mobilidade Sustentável

Read Full Post »

U-Bike foi  citado como exemplo sustentável de fazer turismo em São Paulo. Projeto tem formato único no mundo e foi criado para conectar  os hotéis aos restaurantes, museus e atividades inusitadas como conhecer jovens estilistas, street art, galerias fora do mainstream, feiras livres de forma segura, sustentável  e elegante.

saiba mais: http://www.kiwicollection.com/wow-travel/spa-sport/sustainable-cycle-tourism-in-sao-paulo

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.065 outros seguidores